Pesquisar
Close this search box.

NOTÍCIAS

Documentário sobre Carlo Acutis reacende desejo pela santidade nos corações

‘O Céu Não Pode Esperar’ estreia nesta quinta-feira (19/10) com recorde no número de salas de exibição

 

Disponível em mais de 350 salas de cinemas, o documentário O CÉU NÃO PODE ESPERAR, que conta a história e testemunhos relacionados à vida do Beato Carlo Acutis, o jovem influencer de Deus, estreia hoje (19), em todo o País.

Na noite de segunda-feira, 16, aconteceu a última pré-estreia em vista de promover a divulgação do documentário, que pode ser o maior lançamento já distribuído pela Kolbe Arte até agora. Cerca de 300 convidados estiveram presentes no evento que reuniu influenciadores, parceiros, religiosos, músicos, cantores, leigos consagrados, enfim a beleza própria do ser Igreja.

Para essa última exibição antes da estreia oficial do documentário, narrado pela mãe de Carlo, dona Antônia, o local escolhido foi a Faculdade Paulus de Comunicação (FAPCOM), em São Paulo. “A Paulus é uma faculdade de comunicação que forma jovens para a comunicação e o cinema é um meio de comunicação e sobretudo agora, de evangelização. Então,nós queríamos um lugar que fosse território nosso de espiritualidade e ao mesmo tempo de formação”, explica a CEO da Kolbe Arte Angela Morais.

Na ocasião, estiveram presentes personagens importantes para o contexto do documentário, tal como o Pe. Fábio Vieira, referência no apostolado e divulgação da devoção a Carlo Acutis no Brasil. Autor do livro “Foi Carlo”, teve a oportunidade de conviver intimamente com a família Acutis, durante o período da pandemia. Além dele, o diácono Léo Rabello, vocalista da banda Dominus e responsável pela versão em português da música tema de O CÉU NÃO PODE ESPERAR, também esteve presente.

Uma noite bela, agradável que em tudo refletia a fraternidade, comunhão e a unidade da Igreja com a presença de tantos carismas diferentes no mesmo lugar. “Foi muito lindo ver tantos religiosos ali conosco. Então, foi um primeiro movimento de parceria com a família Paulus e isso a gente percebeu que foi muito gratificante, se tornou grandioso e está reverberando essa pré-estréia assim como as demais que aconteceram por todo o Brasil”, comenta Angela.

Ela ainda explica: “Nós conseguimos realizar 10 pré-estréias em diferentes cidades, capitais, onde o Carlo já é conhecido, onde nós temos parceiros e a Kolbe quer continuar colaborando com a evangelização e podendo também presentear os nossos apoiadores com o fato de assistirem em primeira mão e podendo assim, juntar-se a nós e fazer uma grande divulgação”.

Até a conclusão desta matéria, mais de 220 cinemas tinham confirmado as exibições. Um número inédito até então para os filmes distribuídos pela Kolbe Arte, que a partir dessa experiência com Carlo consegue alcançar novas praças, exibidores e uma maior disponibilidade de horários também para o público.

Resgate da fé e desejo pela santidade

Com uma linguagem simples e direta, assim como foi a vida de Carlo, O CÉU NÃO PODE ESPERAR conquista corações pelo testemunho do jovem beato apaixonado por Deus, pela Eucaristia e pela sua busca pela santidade no ordinário do seu dia a dia, de maneira humilde.

Confira abaixo alguns testemunhos de pessoas que já foram impactadas pela experiência com O CÉU NÃO PODE ESPERAR:

“Para mim, assistir o filme: O Céu não pode esperar. Carlo Acutis, o influencer de Deus, foi uma experiência muito gratificante e grande testemunho para a minha caminhada. Cada parte do filme me chamou a atenção de forma especial. Cada relato apresentado sobre a vida do Beato enriqueceu a minha caminhada de fé. Quero destacar principalmente a forma como o filme fala do amor a Nosso Senhor Jesus Cristo que teve o jovem Carlo. Esse filme é diferente e ficará marcado em minha memória e de grande testemunho para a minha caminhada de fé.” Seminarista Ailton Correia, Diocese de Guarulhos.

“A experiência que tive com o filme foi de recordar o meu desejo de santidade e o chamado de Deus a isso. Eu já conhecia a história do Carlo, sempre me chama a atenção pq ele é um ano mais velho que eu. Ou seja, teríamos praticamente a mesma idade se ele estivesse vivo. Ter um beato de calça jeans, ver os vídeos e as pessoas falando sobre ele me fez recordar que a santidade é uma pequena via. Algo novo, que nunca tinha escutado, foi sua mãe falando que ele dizia que não ir direto para o céu era um “pecado” pq era um dia a menos que viveríamos na presença de Deus. Nossa, eu nunca tinha visto dessa forma.

O filme me recordou que a vida com Deus é feita de recomeços, eu recomecei naquela noite e no outro dia retornei a oração do terço: “foi Carlo”. Participar da pré estréia foi muito especial também, tudo muito bonito e organizado, a experiência de sermos uma grande família: a Igreja. No final, na benção, quando o Padre pediu que fizéssemos um pedido a Carlo diante da sua relíquia, eu realmente pedi o auxílio dele em não desistir da santidade.” Lydiana Rossetti, jornalista.

Produtos exclusivos Kolbe Store

Uma novidade também para quem acompanha os lançamentos da Kolbe Arte é a comercialização de produtos relacionados aos filmes e documentários distribuídos pela empresa. Quem esteve presente na última pré- estreia realizada em São Paulo, já pode ter uma prévia dessa experiência.

“Nós já havíamos sido solicitados algumas vezes para que tivéssemos produtos relacionados aos filmes e documentários e com o Carlo nós começamos a produzir alguns materiais devocionais e também produtos que nós podemos utilizar no dia a dia tendo a imagem dele, a presença dele, as frases dele que nos ajuda a viver a cada dia. Então, muito em breve a Kolbe vai lançar a Kolbe Store com produtos do Carlo e com certeza de outros filmes e documentários que a gente já exibiu no cinema”, explica Angela Morais.

Então, se você é fã de Carlo Acutis e deseja adquirir os produtos exclusivos relacionados ao documentário, fique atento às redes sociais da Kolbe Arte. Em breve, novas informações serão disponibilizadas sobre as vendas.

Para saber quais são as cidades e horários das sessões disponíveis clique AQUI.

‘O Céu Não Pode Esperar’

O documentário traz detalhes da vida do adolescente, narrados por sua própria mãe. Dona Antônia relembra momentos comoventes, alegres e encorajadores de seu filho, que mesmo diante da dor e sofrimento jamais desanimou de viver a fé com entusiasmo e esperança.

Acutis morreu em 2006, aos 15 anos, vítima de uma leucemia fulminante, deixando de sua breve vida um legado de alegria, espiritualidade e exemplo de como ser cristão em nossos tempos.

Dirigido por José María Zavala, com a produção dos irmãos Borja e Inés Zavala, o documentário conta com depoimentos impressionantes de pessoas que conheceram e outras que, mesmo não convivendo fisicamente com Carlo, sentiram sua presença através de sua intercessão.

Sinopse

Em 12 de outubro de 2006, o jovem britânico-italiano Carlo Acutis morreu em decorrência de uma leucemia repentina. Ele tinha apenas 15 anos. Desde então, a vida deste adolescente, entusiasta do saxofone, dos games e da informática, espalhou-se com força entre os jovens, a ponto de seu nome continuar ainda hoje a ser trending topic no Google e nas redes sociais.

Sabendo que iria morrer, Carlo ofereceu seu sofrimento pela salvação de muitos. Sua intercessão foi decisiva para a vida do menino brasileiro Matheus – curado de uma malformação congênita do pâncreas. Reconhecendo este milagre, a Igreja Católica o beatificou em 2020, e seu poder intercessor está mais ativo do que nunca. Não por acaso, centenas de graças e favores são atribuídos à sua mediação.

‘O Céu Não Pode Esperar’ reconstrói para o cinema a breve vida de Carlo Acutis com sensibilidade e realidade. Reunindo testemunhos de ‘jovens’ de idade e de coração, o documentário mostra como o exemplo do beato é transformador. Além disso, é cativante e encantador assistir momentos de sua vida interpretados por ator de impressionante semelhança com o protagonista.

Sobre a Kolbe Arte

Sob inspiração de São Maximiliano Maria Kolbe, a Kolbe Arte iniciou suas atividades em 2010, promovendo e produzindo eventos. A partir da experiência adquirida, assumiu, em 2019, o desafio de trazer aos brasileiros produções audiovisuais de valores e de interesse do público cristão. São mais de 240 mil pessoas alcançadas pelos filmes e documentários promovidos ou distribuídos pela empresa.

 

Por Jéssica Maia

COMPARTILHE