NOTÍCIAS

‘A Serva’ é premiado como melhor filme em ‘Oscar do cinema católico’

Ao lado de excelentes produções do cinema católico, entre elas ‘São Miguel Arcanjo – O Anjo Maior’, o filme ‘A Serva’ foi reconhecido melhor filme católico na 15ª edição do Prêmio “Mirabile Dictu” de 2024, considerado o ‘Oscar da Igreja Católica’. A entrega aconteceu na quinta-feira(15), no Vaticano, com a presença do diretor, Pablo Moreno.

O prêmio reforça a qualidade das produções que a Kolbe Arte tem trazido ao Brasil e como os filmes católicos têm ganhado espaço e atributos. “Nós estamos eufóricos com a notícia. Tínhamos dois filmes distribuídos por nós na concorrência, e logo o que vamos estrear no próximo mês, que é “A Serva” recebe esse reconhecimento! Isso deixa a gente feliz, justamente por saber que podemos torná-lo um dos filmes católicos mais vistos no Brasil. Estamos na expectativa”, disse Angela Morais, CEO da Kolbe Arte.

“A Serva” narra a história de Santa Vicenta Maria, que no século 19 fundou a congregação das Irmãs de Maria Imaculada e, através dela, protegeu e amparou mulheres

marginalizadas, dando-lhes dignidade. Quem conta a vida da Santa no filme é a personagem Lera, uma empregada doméstica que foi presa, acusada injustamente de roubo. Na cela, ela encontra duas mulheres marginalizadas, e para elas, fala da “amiga do céu” a quem tem muita devoção.

“Mirabile Dictu” é um festival de cinema independente concebido e criado, em 2010, pela produtora e diretora de cinema Liana Marabini e patrocinado pelo Pontifício Conselho para a Cultura.  A 15ª edição do Festival Internacional de Cinema Católico, que aconteceu entre 12 e 15 de fevereiro de 2024,  tem por objetivo dar “espaço a produtores e cineastas, documentários, séries de TV, curtas-metragens e programas que promovam valores morais universais e modelos positivos”. Foram mais de 2.000 inscrições, segundo o site oficial.

 

A Serva

Vicenta Maria viveu há quase 200 anos. Desde muito jovem sentiu a vocação de proteger outras mulheres do seu tempo que não tinham as mesmas oportunidades e procuravam emigrar das suas aldeias para as grandes cidades, em muitos casos com poucos recursos econômicos.

Lera, uma empregada doméstica que fugiu da Ucrânia, acaba de ser presa sob a acusação de roubo. Na prisão conhece Julia e Michaela, duas prostitutas, a quem conta a história da mulher que mudou a sua vida.

A decisão de uma mulher pode mudar o curso da história de milhares de outras?

O filme ‘A Serva’ estreia oficialmente nos cinemas em 29 de fevereiro, com exibições exclusivas na primeira semana de março.

COMPARTILHE